CIÊNCIA E TECNOLOGIA/DENÚNCIA/ECONOMIA/ENGENHARIA/MEIO AMBIENTE

Quem matou o carro elétrico ?

Em 1996, carros elétricos começaram a aparecer nas estradas da Califórnia. Eles eram silenciosos e rápidos, não expeliam fumaça e rodavam sem gasolina. Dez anos depois, esses carros futurísticos haviam desaparecido quase que completamente. O Que houve ? Por que deveríamos estar sendo assombrados pelo fantasma do carro elétrico ? Essa não foi a primeira vez que o carro elétrico foi morto. Há cem anos, havia mais carros elétricos nas ruas que carros a gasolina. Para muitos, os carros elétricos eram os preferidos. Eram silenciosos, suaves e podiam ser recarregados em casa. Carros a gasolina, por outro lado, precisavam de manivela e produziam fumaça. À medida que o século 20 ganhava velocidade, o carro elétrico perdia impulso. Partidas automáticas, petróleo barato e produção em massa deram vantagem ao carro a gasolina. Em 1920, o motor de combustão interna ganhara a corrida pelo controle das estradas e a era automobilística moderna nascia.

3 pensamentos sobre “Quem matou o carro elétrico ?

  1. Ótimo documentário, muita gente ainda não viu pq apagaram algumas partes deles em outros usuarios, mas com apenas duas partes fica bem melhor de assistir…

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s