FÍSICA/GUERRA/HISTÓRIA

Einstein e Sua Equação de Vida e Morte

Em 1939, na véspera da segunda guerra mundial, Albert Einstein escreveu uma carta ao presidente americano, Franklin Roosevelt:”…Sir. O elemento chamado urânio pode ser transformado em uma nova e importante forma de energia no futuro imediato. Certos aspectos desta situação exigem certa cautela, e se necessário, uma ação rápida por parte da administração. Bombas extremamente poderosas de um novo tipo, podem agora ser construídas….”
A carta era sobre a aplicação da famosa equação de Einstein: E=mc2 e do seu medo de que os nazistas a pudessem utilizar para construir uma bomba atômica.
A sua carta impulsionou uma cadeia de acontecimentos, que levaram a destruição de Hiroshima e Nagashaki.
Albert Einstein, mais tarde, descreveria a escrita desta carta como o grande erro da sua vida.
Esta é a história de sua mais famosa equação e como E=mc2 mudou a história do mundo e a vida de Einstein, para sempre.

Um pensamento sobre “Einstein e Sua Equação de Vida e Morte

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s